Fandom

Wiki Turma da Mônica

O Anel da Discórdia/Transcrição

< O Anel da Discórdia

1 348 páginas
Nesta wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

[Cascão é visto correndo com uma moeda na mão em direção do armazém do Seu Jura]

Cascão: Bom-dia, Seu Jura!

Xabéu: Bom-dia, Cascão!

Cascão: [estranhando pelo fato da Xabéu estar no lugar do Seu Jura] Se-Se-Seu Jura? O senhor tá meio diferente. O que aconteceu? Raspou o bigode?

Xabéu: Deixa de ser bobo, garoto! Não sou o Seu Jura, eu sou a Xabéu, lembra? A irmã do Xaveco!

Cascão: Hã? Hã! Mas assim? O que você está fazendo aqui?

Xabéu:O Seu Jura me arrumou esse trampo de balconista. Não é legal? Só pensar que não vou mais ter que trabalhar como babá, tomando conta daquelas crianças chatas! Ai, dá um alivio no coração!

Cascão: [se sentindo ofendido] Crianças chatas? Foi uma indireta pra mim, não foi? Pode falar, eu aguento o tranco!

Xabéu: É claro que não, fofinho! Você é super bacana! Sempre foi o meu favorito! [Xabéu ri, tentando disfarçar]

Cascão: Bom, o papo tava ótimo, mas vamos falar de negócios. Eu quero tudo isso aqui de bala! [mostra a moeda pra Xabéu]

Xabéu: Tudo isso? Uma moeda de 50 centavos?

Cascão: É! Eu acabei de achar essa moeda jogada no campinho, quanto isso dá em balas?

Xabéu: Cinco. Toma aqui. [coloca cinco balas no balcão]

Cascão: Não, mas eu quero aquelas balas que ficam no baleiro, pode ser? Olha só, essa vem com um apitinho, essa aqui com uma bexiga... [Cascão aponta para algumas balas com brindes no baleiro]

Xabéu: Já entendi. Mas essas custão 25 centavos cada, só vai dar pra comprar duas.

Cascão: [insatisfeito] Só duas? Poxa, a inflação me levou três balas de um quadrinho pro outro!

Xabéu: É que essas são mais caras por causa dos brindes.

Cascão: Se eu tô pagando pelo brinde, então ele não deveria ser chamado de "brinde", não é?

Xabéu: [irritada] Vai levar ou não?

Cascão: Vou sim! Você teria outra bala que vem com um anel? Eu quero dois anéis!

Xabéu: Dois anéis?

Cascão: [envergonhado] Sim, eu quero dar um anel de namoro pra Maria Cascuda, é pra firmar nossa relação, sabe?

Xabéu: Sério?

Cascão: Sim, o filho do sorveteiro anda se engraçando pro lado dela e eu não quero marcar bobeira!

Xabéu: [encantada] Que fofo! É a coisa mais gracinha que vi em toda a minha vida! Eu queria que alguém fizesse isso pra mim. Sonhar não custa nada não é? [fica triste]

Cascão: Bom, tenho certeza que algum dia você vai ganhar um anel também e desencalhar de uma vez!

Xabéu: [nervosa] Ah, tá me chamando de encalhada? Quer saber? Cansei de ser legal com você, procura aí teus anéis sozinho! [pega todas as balas de um dos potes do baleiro e coloca em cima do balcão]

Cascão: Ei, foi mal, não quis te magoar!

Xabéu: Não magoou. Eu só não quero falar sobre isso. [ela pega pote e o guarda de volta no baleiro]

Cascão: Não desanima não, eu sei que você já tá bem velha, mas até a Carmem da esquina conseguiu arrumar um namorado!

Xabéu: [com a paciência esgotada] Quem você está chamando de velha?! E... Ah! Até a Carmem da esquina tá namorando?!

[Cebolinha chega]

Cebolinha: Ô de casa!

Cascão: Cebolinha?

Cebolinha: Oi Cascão. O que você tá fazendo aqui?

Cascão: Não é da sua conta.

Cebolinha: Nossa. Que falta de educação. O que foi que eu fiz?

Cascão: Nada, eu só não acho que tenho que dar satisfação da minha vida pra você!

Xabéu: Ei Cascão! Achei o seu anel! Já pode pedir a sua namorada em noivado agora!

Cebolinha: Noivado? [ri] Que micão! É por isso que você não queria falar! [ri]

Cascão: Não! Não tem noivado nenhum, eu só queria o anel pra brincar de lanternina verde e...

Cebolinha: Não adianta disfalsar, quando é o casólio?

Cascão: A culpa é sua! [aponta pra Xabéu] Viu só o que você fez?

Xabéu: Bem feito! Quem mandou me chamar de encalhada?

Cebolinha: Encalhada?

Cascão: É, ela tá com inveja da Carmem da esquina.

Xabéu: [irritada] Ah, que inveja que nada! E para de me comparar com aquela barranca! Eu não sou tão velha assim. A Carmem tem quase idade para ser minha avó!

Cebolinha: Avó... Ah é mesmo! Quase que eu me esqueci! O Xaveco me mandou aqui pla te chamar, palece que a sua avó teve um pilipaque e aí...

Xabéu: Ah, porque você não falou isso antes garoto?! Calma vovó! Eu já tô indo!

Cebolinha: Ai, tadinha. Devia ter dado a notícia mais devagar né?

Cascão: [com a roupa de balconista] E então rapazinho? Vai comprar ou vai ficar passeando?

Cebolinha: Cascão, o que que você tá fazendo aí atlás do balcão?

Cascão: Ora, já que a Xabéu deu uma saída, alguém tem que cuidar do armazém, não é?

Cebolinha: Uau! É mesmo! Agola temos um melcadinho todo pla nós!

Cascão: "Nós" uma pinoia mocinho!

Cebolinha: Que papo é esse?

Cascão: A Xabéu jogou o uniforme do balconista pro papai aqui, eu sou o favorito dela e ela confia em mim! Por isso se você não vai comprar nada, vaza daqui. Não tenho tempo pra jogar conversa fora.

Cebolinha: Olas! Quem falou que eu não vou complar nada? O papai me deu uma moeda hoje cedo!

Cascão: Duvido muito.

Cebolinha: Duvida é? Me vê um solvete de limão!

Cascão: Cebolinha, isso aqui é uma tampinha de refrigerante.

Cebolinha: Tampinha? Ué, cadê a minha moeda de 50 centavos? Vou tentar no outlo bolso. Ai! Tá fuladoSelá que ela caiu quando eu estava saltitando no campinho hoje de manhã?

Cascão: Ei, olha só que coincidência! Eu achei uma moeda de 50 centavos no campinho hoje de manhã!

Cebolinha: Ah! Foi você! Eu sabia que ela tudo um plano! Devolve já a minha moeda!

Cascão: AH!

[Cebolinha pula em cima do Cascão para tentar pegar a moeda.]

Cebolinha: Olha só o que você fez! Agola ela caiu no chão!

Cascão: Deve ter rolado pra baixo do balcão!

[Mônica entra]

Cascão: Achei, achei!

Mônica: Bom-dia, Seu Jura! A mamãe me mandou aqui fazer as compras da semana! O senhor poderia fazer o favor de colocar tudo aqui na minha sacola ecologicamente correta?

Cebolinha: [ri] É a bobona da Mônica! Vamos plegar uma peça nela!

Cascão: Pregar uma peça na Mônica? Mas a Cascuda está me esperando lá no campinho!

Cebolinha: Se você ficar, eu te dou a moeda pla você complar o anel!

Mônica: [confusa e com um pouco de raiva] Seu Jura!

Cascão: Promete mesmo?

Cebolinha: Clalo Cascão! Agola põe esse bigode falso e sobe nas minhas costas!

[Mônica grita quando vê o "Seu Jura"]

Cascão: [disfarçado de Seu Jura] Olá, pequena Mônica! O que deseja?

Mônica: [sem reconhecer o Cascão] E-E-Eu achei que tinha ouvido a voz do Cascão e do-

Cascão: Ah, a TV deve estar ligada! A voz daquele garoto parece a dos galãs de novela! [ri]

Mônica: Galã de novela? [ri] Só se for da novela dos gambás inganiçados! [Mônica ri e o Cascão fica com raiva]

Cascão: [irritado] Como é que é?

'Mônica:' Por falar nisso, tô até sentindo o cheiro assedo dele por aqui! [Cascão começa a ficar sem paciência pra ficar ouvindo aquilo]

Cascão: O quê!?

Cebolinha: Quieto Cascão!

Mônica: Aqui está a lista de compras, o senhor pode anotar a conta na caderneta?

Cascão: Me dá isso aqui! Vamos ver... Nossa! Quantos doces! Quanta comida cheia de caloria! Não me admira que você seja tão gorducha!

Mônica: Gorducha? Como assim? Eu perdi alguns quilinhos!

Cascão: Você procurou direito? Tenho certeza que eles estão escondidos aí na sua pança! [ri] Bom, eu vou trocar tudo! Adoçante no lugar do açúcar, fruta no lugar dos doces, e também leite, bananas, legumes e vegetais pra você deixar de ser baixinha! Tá faltando cálcio nesses ossos sabia?

Mônica: [com muita raiva] Como é que é!? Baixinha!?

Cascão: Quieta marmota! Estou procurando uma coisa. Cadê, cadê?

[Cebolinha lhe dá um escovão de banho]

Cascão: Ah, aqui está! Pra você uma escova de dentes não basta! Tem que ser um escovão de banho mesmo! [ri]

Mônica: [traumatizada] E-Escovão de banho?

Cascão: Exato! E se você quiser, tem uma corda de varal aqui. Pra você usar como fio dental! [ri levemente]

[Mônica chega em casa]

Dona Luísa: Mônica, o que são todas essas coisas que você trouxe? Cadê as compras que eu pedi?

Mônica: [começa a chorar] Não é culpa minha! Foi o Seu Jura que trocou tudo!

Dona Luísa: O Seu Jura? Tem certeza? Não acredito.

Mônica: Nem eu! Ele tava todo estranho hoje e-

Dona Luísa: Não é isso filha! Eu não acredito, porque acabei de ver o Seu Jura lá na casa da Carmem da esquina! Eles estão namorando agora, não sabia?

Mônica: Mas então como é que... [percebe que era o Cascão e o Cebolinha que estavam zoando com ela] Ahh! Devia ter desconfiado! [ela volta ao mercado do Seu Jura com raiva] Vocês me pagam! [dá coelhadas em alguém] Acharam que podiam me enganar é!? Mas eu sou mais esperta! 

Xabéu: Esperta você até pode ser, mas não enxerga muito bem não é?

Mônica: [surpresa] Xabéu? Então era você o tempo todo? Eu achei que fosse o Cascão e o-

Xabéu: Ah, já entendi tudo! O Cacão e o Cebolinha ficaram aqui enquanto eu cuidava da minha avó.

Mônica: Eu sabia! Ai, quando eu botar as minhas mãos naqueles moleques! 

Xabéu: É cada uma que me aparece...

Mônica: Opa, onde estão os meus modos? E a sua avó como está?

Xabéu: Está ótima! Só tinha se engasgado com um pouco de farofa mas está tudo bem agora! Já até virou piada!

Mônica: É assim que é! Sempre que a minha avó se engasga com farofa, é dia de festa e folia lá em casa! [ambas começam a rir] Bom, de volta a cena de perseguição! Fui! [a cena muda pra uma rua] Aí estão vocês! [Cascão e Cebolinha gritam até que a mãe da Mônica mandou ela parar]

Dona Luísa: Mônica, não.

Mônica: Mãe, porque está protegendo esses dois abusados?

Dona Luísa: Porque apesar das brincadeiras, eles estão certos!

Mônica: [surpresa] O quê?

Dona Luísa: Sim, graças a eles eu vi que a nossa alimentação estava toda errada! Você não percebe? Era muita fritura, carne vermelha, gordura, mais os doces! Tudo com uma porção de caloria! [Cascão e Cebolinha começam a rir, o que deixa Mônica com raiva] Temos que aprender a comer coisas mais saudáveis como, frutas, legumes, verduras e carnes brancas! Vamos Mônica! E agradeça ao seus amigos!

Mônica[furiosa] Obrigada! [vai embora]

[Cascão e Cebolinha começam a rolar de rir]

Cebolinha: Puxa! Nem acledito que escapamos dessa sem nenhuma coelhada!

Cascão: Nem eu! Viu só a cara dela? [ri]

Cebolinha: E tudo, glaças a você!

Cascão: Sim, eu entendo de reciclagem e de alimentação saudável! Devia ter uma estatua minha na Praça Principal!

Cebolinha: Valeu a pena cada centavo daquela moeda, hein! Tchau! [vai embora]

Cascão: Moeda? Ah, é mesmo! Eu esqueci que tinha comprado um anel pra Cascuda! [a cena muda pro campinho] Vou pro campinho agora mesmo entregar pra ela antes que... [ele grita de surpresa] Cascuda!? E o filho do sorveteiro!? [Cascuda e o filho do sorveteiro são mostrados de mãos dadas com picolés nas mãos andando pelo campinho] 

Cascuda: É isso aí! Você me deixou plantada no campinho, até agora!  Por acaso tenho cara de margarida!? Cansei!

Cascão: ['triste]Puxa! E agora? O que eu vou fazer com esse anel?

[O anel é mostrado no balcão do armazém do Seu Jura]

Xabéu: Que estranho! Um anelzinho de plástico? Quem será que deixou isso pra mim?

[Enquanto a Xabéu fala, Cascão é victo atrás da porta]

[o episódio acaba]

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória